Skip to main content

Cultura do Home Office

Entre os muitos benefícios trazidos pelo desenvolvimento tecnológico, a eliminação de distâncias é um dos destaques. Por meio de dispositivos com acesso à internet, gestores podem realizar diversas atividades sem deslocamento. Podendo assim, monitorar tarefas e manter contato com as equipes de seus escritórios ou mesmo de casa.

A quarentena decretada em razão do COVID-19, novo Coronavírus, tornou o trabalho remoto – antes considerado utopia – uma realidade para diversas empresas nos últimos quatro meses e, com isso, as mudanças estruturais e dificuldades têm se tornado evidentes.

É comum que times de tecnologia habituados a trabalhar de maneira presencial sejam questionados quanto à produtividade ao começarem o trabalho remoto. Ana Paula Freire, Gerente de Recursos Humanos da TopDown Sistemas, fez importantes considerações sobre o trabalho remoto durante o período de quarentena.

“Foi tudo de surpresa e para as empresas não foi diferente, o home office foi um plano de contingência para o novo coronavírus, embora algumas empresas já estivessem se planejando para aderir, tudo teve que ser feito de forma repentina. Quando começamos o home office, foi essencial garantir que todos continuassem sentindo apoio e desfrutando de boa saúde.Felizmente nossos funcionários já desejavam atuar nesse modelo de trabalho, e a Topdown aderiu da melhor forma possível.”- Ana Paula destacou que no início da quarentena a direção procurou entender a situação entre clientes e equipes, então organizou uma escala de trabalho para ser aderida em março, mas na semana do dia 23 de Março a empresa inteira já estava em trabalho remoto, devido à decretos do Estado.

Em relação a cultura do home office, a gerente enfatizou estar atrelada a cultura como um todo, e principalmente a cultura do trabalho onde “aderir um novo formato e entender todas essas mudanças leva um tempo. Toda mudança de cultura requer um longo trabalho pois estamos falando de hábitos/costumes realizados pelas pessoas daquela organização. O ser humano naturalmente enfrenta mudanças com alguma estranheza ou receio, já que sair da zona de conforto é sempre difícil. Por isso mudar a cultura já estabelecida requer planejamento e conscientização de todos.”

No que tange os colaboradores, Ana Paula ressalta a importância de compreendê-los e valorizá-los, tendo como premissa os valores da empresa, sem perder de vista os benefícios em produtividade e custos que esse novo modelo irá trazer, além de ser uma atração de talentos “este novo formato acaba sendo uma realidade motivadora que contribui para a produtividade dos colaboradores, contudo, faz-se necessário capacitar o colaborador e disponibilizar ferramentas que o possibilitará realizar o trabalho a distância”.

Outro ponto evidenciado por nossa gerente é o cuidado com a privacidade e rotina, tanto da empresa quanto dos colaboradores, uma vez que este modelo de trabalho completamente atípico e imposto de forma repentina, afetou várias famílias. Diante da quarentena, trabalhadores, estudantes, idosos entre outros, ocupam o mesmo espaço, e diante dessa realidade é necessário maior empatia por parte da empresa. Além dessa sensibilidade, há também a preocupação em capacitar os gestores para que o liderado tenha confiança em seu líder, tendo como foco final a entrega do trabalho em si. Nesse sentido, Ana Paula destaca “o papel do líder é manter a comunicação clara entendendo as particularidades dos colaboradores, e para que isso aconteça é preciso exercitar a empatia e humanizar a gestão das equipes. Todos estão passando por momentos de medo seja pela causa da doença, pelas incertezas ou pelo risco de perca do trabalho. Lidar com tantas mudanças, inseguranças, e ainda oferecer boas entregas de trabalho é um grande desafio para todos os profissionais, por isso entendo que nesse contexto o apoio da gestão é fundamental.”

Questionada sobre a organização do trabalho da empresa após a quarentena, Ana Paula afirmou que a TopDown está trabalhando e estudando fortemente a melhor forma de adequar os colaboradores a este momento, como também a elaboração do plano de retomada “internamente as medidas estão sendo tomadas para manter todos em segurança e preservando a sua saúde”.

Ana Paula finaliza e reforça o orgulho do time “Temos orgulho de toda dedicação empreendida por nossos colaboradores em meio a este cenário. Para os gestores e colaboradores, é desafiador manter um trabalho inovador durante uma crise, mas a TopDown seguiu com seus projetos e o funcionamento normal de times durante a quarentena, apresentando cases de sucesso em implantações e excelentes entregas. Todos com muita paciência, preocupação e agilidade. Este é o time TopDown!”.



Share article on

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *